segunda-feira, 15 de novembro de 2010

A Poesia dos Pontos dos Orixás ( O Início das Postagens )

Deus Meia Noite


Deu meia-noite
A lua se escondeu
Lá na encruzilhada, dando a sua gargalhada
Tranca-rua apareceu
É laroiê, é laroiê, é laroiê,
É mojubá, é mojubá, é mojubá,
Ele é odara e quem tem fé nesse exu
é so pedir que ele dá.





Como havia programado, inicio hoje, a sequência de Postagens sobre a Poesia dos Pontos dos Orixás, a sincroniscidade é que estamos na Semana da Consciência Negra, eu nada havia programado, como não programei o horário da primeira postagem, mas já eram quase meia noite... risos. Também não programei os fogos estourando ao longe... também não programei o Universo!
Mas, já que vou começar, quero explicar algumas coisas:
Abro como se deve, com a saudação para Exú. E para quem nào conhece vou apresentá-lo com a melhor definição que tenho dele:

"Exú é um Guardião, é a Energia de Realização da Criação, ele não é o demônio ou o negativo... ele seria no sincretismo religioso:  Ganesha na Índia, Hermes na Grécia... Thot no Egito... ( Aluvaiá para os Angolanos ) o mesmo arquétipo do Mensageiro."  Rubens Saraceni.

Não tenho o objetivo de explicar as formas de linguagem, e nem mesmo a construção, a métrica ou os símbolos utilizados... por que Poesia é para ser sentida inicialmente... não explicada!
Quem quiser que vá... embarcar nesta viagem, muito bela e válida... quem ouvir este Chamado Ancestral que o siga.

A poesia do Tambor... do canto... a sinergia... a poesia da Energia evocada!


Lembro aos leitores, respeitosamente, que este não é um espaço para debates, muito menos religiosos e antiquados, e que nem precisam "aqueles que se acham únicos escolhidos por Deus" se darem ao trabalho de postarem alguma coisa, porque este é um Blog de Poesia, e é meu Blog e daqueles que se simpatizam com a Liberdade! ( To muito abusado esta semana! )
E também, é claro, que os comentários  depreciativos serão devidamente excluídos, com direito a uma vela preta com o nome embaixo! Hahahhaaaa.
Brincadeiras à parte... Para quem quiser enxergar a Umbanda sem preconceito, leia o texto clicando no link do lado direito de sua tela no topo do Blog, na lista de paginas do Versos de Fogo: Umbanda.
Quem quiser apenas sentir a força destes versos, sinta-se em casa... façam suas preces.
Salve a Consciência Negra!
Laroiê Exu!
Saravá Seu Tranca Ruas!
Eu ADORO ser Brasileiro!

"A Poesia é anterior a Literatura,  quando observamos os Orikis Nagôs ou Yorubás, observamos isto, a poesia nasceu com a magia, com a primeira forma de comunicar. Com a religião, a dança a vestimenta sagrada..."  Cláudio Daniel  no enriquecedor Evento Artimanhas Poéticas neste último 13/11, sobre o livro 

Livro Etnopoesia do Milênio (Jerome Rothemberg) - Azougue Editorial





Por fim as devidas Oferendas:





Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...