quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Blogagem Coletiva

Minha Idéia é meu Pincel - 25/11

Tela Sugerida:
Frida Kahlo - Auto Retrato 



Rita Bonita

Rita era bonita
Como a andorinha pousada no fio do poste,
contra o céu azul...!
Rita tinha a cabeleira preta do Anú!
Rita tinha tanta beleza...
que fugia-lhe os sentidos!
Convulsionava-se de tão bela
Espumava-lhe a boca!...
E a cloaquinha cor de amora-preta!
Rita era tão bela... 
que as vezes fugia-se de nosso olhar
e passava depressa!
Despercebida...
sem pousar em nada
Nem em mim...
nem no meu pau de Jatobá!...
Sequer no meu coração vagabundo...!
Voava, voava, sem pousar em nada!
Rita Bonita!
Rita Paixão...
( Quem é esta Rita? )
Uma mulher Furacão!

14 comentários:

orvalho do ceu disse...

OLá,
Vc exprimiu tão bem algumas características dessa "mulher furacão"!!!
Definiu-a muito bem, sua beleza foi a Esperança de uma forma toda especial.
Seja feliz e abençoado!!!
Abraços fraternos

Astrid Annabelle disse...

Olá William!
Pois eu não gostei dessa mulher furacão.
Gostei da sua poesia...perfeita!
A tela me causou arrepios se é que quer saber a verdade!!rsss
A sua participação está muito linda!
beijos
Astrid Annabelle

Glorinha L de Lion disse...

Oi William amei tua poesia! Nua e crua, intensa, como Frida, que foi F%$#@*A! Uma mulher sensual e aberta a todas as possibilidades do amor. Como teu poema! Beijos,

Lu Souza Brito disse...

É,
Uma vida de tristeza e superação. Sofrimento transformado em arte, mas pessoalmente...nao gosto!
Mas seu post ficou lindo!

Siala disse...

William...o teu poema consegue passar a intensidade nua e crua de Frida! Uma mulher furacão...uma Guerreira de Fogo!
Namasté!

pensandoemfamilia disse...

Olá Muita intensidade em sua poesia ao descrever a personalidade desta mulher guerreira.

Marli Borges disse...

Olá Wilian,
Poema intenso, contundente. Parabéns. Bjsssssss

William Garibaldi disse...

A Todos que comentaram até agora:
Agradeço imensamente todas as visitas e especialmente os comentários!
Concordo com a Astrid, eu também não gosto muito desta mulher não... ela passa uma energia sombria!
Quero dizer algumas coisas:
Sobre a poesia eu conheço que não gosto mais dele como quando eu a escrevi.. ela hoje me pareceu sem graça!... Talvez seja insegurança... é um poema de 2001... e eu fiquei feliz por ser a primeira vez que tanta gente analisa um verso meu e isto é gratificante demais! E fiquei tamb;em contente por que consegui passar esta poesia crua, que era na época e ainda é um traço do estilo, digamos meu...
Sobre Frida Kahlo, eu conheci mais sobre ela em um desfile de carnaval do Império Serrano de 2007 e agora neste ano no desfile da Viradouro... o que me deu uma perspectiva otimista sobre ela! O Pouco que sei dela é que viveu amores intensos e que lutou contra uma doença... quero ler mais sobre ela...
Achei muito interessante como este poema casou com a tela e com ela segundo a Siala e a Glorinha...!

ORVALHO DO CÉU um beijo de luz! ( Amo sua foto de perfil1)
ASTRID ANNABELE eu amo vc inexplicavelmente! ( E incondicionalmente! )
GLORINHA L D LION amo participar da Blogagem coletiva ( Você é uma mulher genial! )
LU SOUZA BRITO agradeço sua visita e seu elogio!
SIALA através do seu comentário eu entendi muito a minha própria poesia! ( jeito de escrever...!) Namastê! Gratidão pela visita!
NORMA agradeço a visita, já te falei que adorei teu Blog né!...
Beijo a todos os leitores!

William Garibaldi disse...

Marli querida, grato pela visita e pelo comentário! Um beijo de Luz!

Malu Machado disse...

Olá William,

Eu tb não gostei do quadro. Tive muita dificuldade em participar dessa vez. Mas enfim, acho que consegui alguma coisa.

Agora, vamos à sua Rita. Muito linda! Bem melhor que Frida, que se retratava feia. Adorei a sua Rita. Ela sim é vibrante e me passou uma energia super legal. Taí, gostei muito da Rita. Gostei muito de ti.

Um abraço,

Susana Vitorino disse...

William, muito obrigada por sua postagem.

Sabe que a palavra Furacão foi a que mais usei em meus comentários? Chego aqui e encontro este eco!

Que delícia!

Abraço*

William Garibaldi disse...

Olá Malu!
Agradeço a visita...
Também gostei muito de ti!
Sabia que eu imagino a Rita feia! risos...
feia ou escondida em roupas feias...
é legal como uma poesia não tem definição.. nem o autor sabe o que ela é por inteiro!
Um abraço!
Volte sempre!
Ah e seja muito bem vinda ao redor da nossa fogueira onde podemos contar nossas histórias e aventuras...
Gratidão!

William Garibaldi disse...

Olá Susana!
Ecoou mesmo!
Que legal tua visita.
Linda tua foto de perfil!
Venha sempre!

Socorro Melo disse...

Oi, Willian!

Um lindo poema, terno e caliente! Frida também foi uma mulher assim, como a Rita, bonita, exuberante...
Parabéns, pela bela participação. E obrigada pelas visitas.

Grande abraço :)
Socorro Melo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...