Eu

Eu
Bill Oliveira William

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Aula de Poesia numero 7



Aula de Poesia 7


Sempre preocupados com o parto
não se cuida da gestação!
Assim não se faz verso não...

Pra escrever poesia
não se pode preocupar com a métrica
nem com rima!
Ter medida
ou lingua.
Tem que deixar fluir a mão
deixar cantar o coração.
Sentir e traduzir no papel
'o que se vai n' alma' 
e ela não sabe nunca
de palavras humanas!...


_____________
Imagem dAQUI



3 comentários:

✿ chica disse...

Maravilha isso!Gostei!!abração,chica

Simone MartinS2 disse...

Como podes dizer,
que de alma não entendo?
Se quando eu preciso...
transformo as palavras
e os pensamentos, em versos
integros e plenos?
Ser humano insensato...
Ouça a voz do coração.
Deixe a alma livre e quieta.
Não duvide dela não!
Nas minhas rimas eu não mando.
E os versos vão se formando.
E sem querer, vão rimando.
Falo da Lua, do Sol, das estrelas.
E, unida a solidão,falo da tristeza
Saudades, amor, odio e paixão...
Escrevo o que me vai no coração!
Sou humana, de pele e osso...dorso.
Escrevo com o pulsar dos musculos,
com as batidas do coração...
Misturado as lagrimas que caem,
quando bate a desilusão.
Ainda consegues dizer,que a alma,
não entende das palavras humanas?
Então, o que é isso,a voz da Razão?

Tentei...quem sabe numa proxima fica melhor...Adorei ter voltado com as aulas...Abraços

Esplendor da Criação disse...

Que belo, deixar fluir a mão e cantar o coração! Gestação, emoção, razão... tudo vai ao coração e dá um toque especial de magia e paixão!! Bj.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...