terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Um Poema do Livro Baladas para a Madrugada ( Poems from the Book Ballads to Dawn )

O Bem e o Mal na Canção do Novo Eu

Quando criança,
eu também sonhava com o amor perfeito!...
A princesa encantada e pura
Virgem do altar grinalda
Mocinha da novela das oito!
Mas foi que conheci o vilão da história...
Roubei o príncipe pra mim
e fugi feito um bandido arlequim...
Aqui começa a minha história!
Eu estou cansado deste baile de mascaras secular!
Há potestades malignas no ar
Enquanto anjos distraídos
olham com desejo uns para os outros!
E querubins rosados
disparam flechas de apaixonados
pra qualquer um que passar!

                  *

- Colombina! Volte aqui com este arlequim!
       Que ele vai ficar é co-mi-go!!!



The Good and Evil in the New Song I

As a child,
I also dreamed of perfect love! 
...The enchanted princess and pure
Virgin's altar wreath
Girl of the soap opera!
But then I knew the villain of the story ...
I stole the prince for me
and ran like a bandit harlequin
...Here begins my story!
I'm tired of this secular masquerade!
There is malignant powers in the air
While angels distracted look 
with lust for one another!
And rosy cherubins 
shoot arrows of love for 
anyone that passes!

                              
*
             - Colombine! Come back with this Harlequin!
                
He'll be mine!



2 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

amores, sempre bons e complicados, disputados. cupidos cegos que atiram pra todo lado!

boa sorte com seu amor.
bom dia

William Garibaldi disse...

Eu to precisando de sorte no amor mesmo Alexandre!
Intuiu bem! E olha que este poema é de 2001, mas casa que casa aqui e agora!
Bom dia amigo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...