sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Poseidon - A Poesia dos Deuses Gregos


Série de Postagens Deuses Olímpicos: 



Hino Órfico a Poseidon 
Ouça, Poseidon da crina escura, possuidor da Terra, equestre;
Esculpido em bronze é o tridente em tua mão,
E tu habitas nas fundações do mar que cobre tudo.
Governante dos estrondos profundos do mar, sacudidor da terra,
Tuas florescências são as ondas, ó gracioso, quando incitas teus cavalos e carruagem,
Correndo no mar e mergulhando na encrespada salmoura.
A ti coube a terceira porção, o mar incompreensível,
E tu te delicias nas ondas e em teus reinos selvagens, ó espírito das profundezas.
Salve as fundações da terra e os navios que se movem a toda força,
E traga paz, saúde e irrepreensível prosperidade.
(tradução da Alexandra a partir da inglesa de Athanassakis)



Louvação a Poseidon

A força de mover todos os mares
O poder de conter as porções de terra
Senhor do Mar e da Terra!
Duplo Rei invencível!
Senhor de todos os cavalos
E de todas as potencias!
Canto a ti maioral aquático
De peito bondoso protetor dos que navegam
no misterioso mar do tempo...
Posídon magnífico!
Seu Tridente uma chave
que sabe abrir qualquer Mistério
Seu poder o Kraken evoca
O coração das damas palpita
Senhor de todas as emoções
Guardião de quem sonha
Protetor amabilíssimo de quem ousa desbravar o mar
e vive a sua lenda
Rei de Atlântida Ascensa!
Mestre de todas as Sendas
O que cura através de águas salgadas
todas as feridas do ser
Pois águas-vivas sabes vertes
Águas mágicas conheces
As inconscientes...
Das Universais águas sois o Regente
Netuno
Posídon
Glorioso Marinho
Saúdo-te!
Feito eu o teu amante...
Canto entusiasta de tua imagem:
Poseidon de cabelos negros lavados de água salgada...

Bill O. William



Iniciando a Série dos Deuses Olímpicos. Promovendo uma viagem iniciática aos arquétipos e símbolos gregos, tão presentes na formação de nossa psique ocidental.
Abaixo outro trecho dos Hinos Órficos que evocam o poder da imagem:
"Escuta-me Óh Poseidon de cabeleira molhada pelas ondas salgadas do mar, Posídon, movido por rápidos corseis e empunhando o Teu Tridente, Tu que habitas sempre as imensas profundezas do mar, Rei das ondas, Tu que comprimes a Terra com as tuas águas tumultuosas..."

Sou muito grato a este site, e o indico. Bem como as traduções de Rafael Brunhara



Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...