sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Navegante Negro

O monumento ao Navegante Negro, na Praça XV! "O Mestre Sala dos Mares" João Cândido Felisberto. Muito simbólica esta estátua que sugere ele dominando a Roda! 
E alguém ainda enfaixou sua mão... 


" Há muito tempo nas águas da Guanabara 
O dragão do mar reapareceu
Na figura de um bravo feiticeiro...
A quem a história não esqueceu
Conhecido como o navegante negro
Tinha a dignidade de um mestre-sala
E ao acenar pelo mar na alegria das regatas
Foi saudado no porto pelas mocinhas francesas
Jovens polacas e por batalhões de mulatas ( AMO ESSA PARTE! )

Rubras cascatas
Jorravam das costas dos santos entre cantos e chibatas
Inundando o coração do pessoal do porão
Que, a exemplo do feiticeiro, gritava então

Glória aos piratas
Às mulatas, às sereias

Glória à farofa
à cachaça, às baleias

Glória a todas as lutas inglórias
Que através da nossa história não esquecemos jamais

Salve o navegante negro
Que tem por monumento as pedras pisadas do cais
Mas salve
Salve o navegante negro
Que tem por monumento as pedras pisadas do cais

Mas faz muito tempo"



Sabe o que é você amar alguém que você ainda não encontrou?




2 comentários:

jair machado rodrigues disse...

Meu herói negro, moro na rua Marinho João Cândido na cidade que ele estudou e entrou na Marinha, ou foi entrado por castigo, a história dele é linda, triste e libertária, acabou com a chibata na Marinha, cujo reconhecimento era só dos oficiais, os demais não passavam de escravos disfarçados de marinheiros para fazer o trabalho pesado. Ainda precisa de um reparo na história viva desta país. Mesmo aqui onde moro existe um mistério de busto que nunca foi inaugurado...belo post caro Bill.
ps. Carinho respeito e abraço.

Bill Oliveira William disse...

Oi Jair, fico feliz com seu comentário aqui!
Abraço! Ele é meu herói também!
Abraço!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...