domingo, 14 de agosto de 2016

Afrodite Celeste (Urânia)


A Poesia dos Deuses Gregos, neste momento das Olimpíadas que ocorrem aqui no Brasil, são as postagens que mais tenho gostado de fazer. Nela reúno algumas das artes que mais amo praticar, poesia e a ilustração.
Hoje Afrodite Urânia ou simplesmente CELESTE!

A Entronização de Afrodite Celeste (Urânia) por Bill

Hino Órfico 54 - 
www.helenos.com.br
A Afrodite Celeste (Urânia), ilustre rainha de risada amorosa,
nascida do mar, amante da noite, de um modo terrível;
astuciosa, de quem a necessidade [Anankê] primeiro veio,
senhora produtora e noturna, dama que a todos conecta;
teu é este mundo para se unir com harmonia, pois todas as coisas brotam de ti, ó poder divino.
Os triplos Destinos [Moiras] são regidos por teu decreto,
e todas as produções se rendem semelhantemente a ti:
o que quer que os céus circundem e contenham,
toda a produção dos frutos da terra,
e o alto-mar tempestuoso, a ti o balanço confessa e obedece a teu aceno,
o atendente terrível do brumal Deus [Baco]:
Deusa do casamento, charmosa à visão, mãe dos Amores [Erotes],
que se delicia em banquetes; fonte de persuasão [Peitho],
secreta, rainha favorável, ilustremente nascida,
aparente e não-vista: esposa, lupercal,
e inclinada a homens prolíficos,
a mais desejada, doadora de vida, gentil:
a grande portadora do cetro dos Deuses,
a quem os mortais em necessidade tendem a se juntar;
e toda tribo de monstros selvagens horrendos em correntes mágicas amarras,
através do desejo insano.
Venha, nascida em Chipre, e incline-se à minha prece,
se exaltada nos céus tu brilhas, ou satisfeita com o templo em Síria presides,
ou sobre as planícies egípcias teu carro guias, enfeitada de ouro;
e perto dessa enchente sagrada, fértil e conhecida por fixar teu domicílio santificado;
ou se rejubilando nos litorais cerúleos, próxima a onde o mar com seus rugidos espumantes ondula,
os coros de mortais que circundam tuas delícias,
ou as belas ninfas, com olhos de brilhante azul cerúleo,
satisfeita com os bancos pardos reconhecidos de velhos,
para dirigir teu rápido carro dourado de duas parelhas;
ou se em Chipre com tua linda mãe, onde as mulheres casadas te louvam a cada ano,
e as belas virgens se unem ao coro, o puro Adônis canta tua divindade;
venha, toda atrativa, para a minha prece inclinada, a ti eu chamo, com mente sagrada e reverente.

FONTE deste Hino Órfico: www.helenos.com.br /AFRODITE
 O leitor encontrará uma reunião de textos excelentes CLICANDO AQUI 
Helenismo



Encontro com Celeste Urânia

Para quem pensa que os Gregos
Eram menores que os Orientais em se tratando de amor
Que eles não conheciam o amor incondicional e puro
Em Afrodite vulgar e tempestuosa de mar
Encontra enganado
Eis Afrodite Urânia!
Aí está!
Celeste!
Aquela que não há adjetivos que lhe chegue
Robusta Bela Dona Senhora Deusa...
Diante daqueles que entendem
Na mágica da transcendência...

William Garibaldi





Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...