sábado, 29 de junho de 2013

Um trecho de Versos de Fogo...




Síndrome de Cristo-Poeta


Sou um poeta da Contracultura
Um homem ( Anárquico ) que reinventou a sua solidão
e o seu verso...
e a utilidade do seu veneno-Vacina!
Que reinventou o seu eu... Reviveu!
Na dupla chaga da vida.
Alguém que saiu da morte apesar da vida...
Um que tentam abafar a qualquer custo
( Cristo ou Crosta! )
E colocando pedras, cimento, granito e rochas
calcárias em cima de seu corpo, rubro desejo...
Querem calar a sua boca... e roubar seu Carnaval!
Um homem, que precisava entregar a sua mensagem...
feito um Cristo...
Sim, eu sou um homem-poeta-cristo marginal!
 ...Todo Cristo é marginal e poeta!... Já reparou?
Vivendo com o peito ferido...
marcado de sonho e vinho...
ardido de vinagre e lança!





2 comentários:

✿ chica disse...

Lindas e intensas tuas palavras! abração,tudo d bom,chica

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida amigo Willian
Ontem estive meditando sobre esse meu lado de abraçar a Cruz de Cristo, involuntário e necessário...
Não posso fugir dele...
Quem o pode???
Vivo entre o Pastor e o Crucificado que arde em mim, concomitantemente...
E poeto para amenizar a dor... rs....
Ótimo fim de semana!!!
Seja abençoada e feliz!!!
Bjm de paz e bem

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...