sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

O dia em que o Livro Baladas para a Madrugada se tornou O Toque do Espírito do Fogo no Barro











Baladas para a Madrugada 


O que eu façosão Baladas para a Madrugada 
Porque o dia.. ainda não raiou...
e a minha poesia
é a única coisa na minha vida
que eu não vendi!
Nesta Roda Viva...
que invade quem nada na Piracema do 
Universo...
Peixes são estrelas
almas são luzes...
E contra a corrente
é a Roda...
está a Roda e
não eu!




Esta canção encontrei.... justo no momento que acabei de escrever o verso.. ela "transduz" o 


verso... belo isto!


Queria que tanta gente ouvisse esta musica... queria que as pessoas se ouvissem mais...


desejos de Mercúrio Retrógrado... rrsrss


Este foi pesado... mas registro aqui que a Chama Violeta o purificou todinho!


Graças!



Um comentário:

Simone MartinS2 disse...

"E a cosntelação se desnuda diante de ti e se mostra quão é feliz por voce existir...Brilha, brilha estrelinha, azul, prata ou lilás, teu brilho nos encanta e nos transmite PAZ!" Bjin...Fique bem! Estou bem!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...