Eu

Eu
Bill Oliveira William

terça-feira, 30 de julho de 2013

A Sociedade Impensada

Justo hoje que eu pensava... como seria a nossa sociedade humana atual, caso não tivéssemos o vício do medo... o vício da fala... o vício de pensar antes que aconteça.. de projetar... O labirinto dos espelhos no qual estamos perdidos... como seria? Como seriam as relações? Estamos tão esquecidos de outras linguagens... de outros seres... outras coisas... E tal sentido da vida que buscam tanto? O que seria? Neste mundo impensado, pois não projetado, natural?
http://maralian.webcindario.com/?page_id=366
Como seria se não houvesse necessidade de provar Poder... de ser, de querer, de desejar, e apenas acontecer?
Como seria se não tivéssemos medo?
Pois o medo nos faz querer ser maiores que os outros...
Como seria se não tivéssemos desenvolvido moda...  Nada! Apenas arte e beleza...
apenas a livre expressão de cada ser em si.. com cada dom ou dons que possui... Isto é muito Maia de Argüelles, eu sei!... Isto é muito além de Utopia... pois aqui não estaríamos vivendo após a sua invenção... Aqui estaríamos puros de coração, quem sabe?
Aqui seríamos livres...
Será que pularíamos feito macacos?
Será que riríamos? Teríamos o corpo definidíssimo, pois nascemos para um exercício secreto a nós, que não sabemos realizar... por isto as artificiais academias, as mil horas por semana na esteira, os Pilates.. desenvolvemos nas molas e nos ferros, nas madeiras erguidas por nada... Que madeiras ergueríamos e para quê em nossa função natural de ser? Que molas estiraríamos? O que seria para ser o mundo?
Então eu encontrei este vídeo no mural de um amigo aniversariante, lá no Fecebook.
E aqui está ele.. em uma comunicação além da qual eu possa explicar...

Bill Oliveira






5 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Várias interrogações em seu texto. A vaidade é o grande mal do mundo. Ter ficou muito pais importante do que ser. Lamentável.
Abraço

Orvalho do Céu disse...

Olá, William
São tantos e tantos questionamentos que poderíamos sucumbir... o jeito melhor é tentar resolver um de cada vez e dia após dia... quem sabe?
Bjm fraternos de paz e bem

Simone MartinS2 disse...

No vídeo, seres que se tocam sem ter o compromisso do toque...Se reconhecem sem a obrigação do saber quem são...Se amam sem ter o sexo como priori...Se fundem num so ser, único, belo e de mesma linguagem a do amar sem saber a quem...AMEI!Bjos e VEJOTU!

jair machado rodrigues disse...

Oi Bill, as perguntas que não querem calar, e as que me faço às vezes, nas minhas insônias, mas meu querido prof. Elian tem uma opinião parecida com a minha. Ser não importa, o que importa é ter, e é errado, mas quem tem poder manda, influencía, muda a ordem natural dos acontecimentos (tou vivendo uma situçaõ delicada com o Poder rs). Li teu post alguns dias atrás, mas na função desta influência do poder em minha vida, me deixou meio fora, meio sem acreditar, bem, pode ser paranóia minha, mas as coisas concretas que acontecem após o fato, dá certeza a minha paranóia, enfim, tenho a proteção de Deus e meus deuses, no momento Oxalá deve estar me protegendo, pois dependo do conhecimento. Divaguei. Tou feliz com tua volta, tou meio sem inspiração para um novo post.
Não vi o vídeo, mas amei a descrição da blogueira Simone.
ps. Meu carinho meu respeito m,eu abraço.

jair machado rodrigues disse...

Onde e como estás Bill ? espero que bem.
ps. Carinho respeito e abraço.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...