sexta-feira, 15 de março de 2013

Abusado Poeta... Paráfrase da Deusa...







'Viu-se na terra
...um homem vestido de verso
e calçado pela música
coroado de estrelas luzentes.'
 

O Homem Vestido de Versos

Deêm licença a quem é feito de música...
Explosão da Criação...
Abram passagem! 'Abram alas!... Deixem ele passar...'
com a sua procissão de fartura, entre os povos famintos...
ele traz comida e água...
remédios e presentes,
caravanas de luz que não são deste mundo o acompanham...
Ele caminha, para diante dos incrédulos
e vai deixar de ser sonhador
e se tornar um realizador de sonhos...
um Gerador de Sóis!
O Verso lhe pertencia... 
antes mesmo deste mundo existir...
a música o embalava... em datas infinitas de som...
A sua liberdade é transformar grades de ferro em brisas...
a sua realidade é a harmonia...
e grilhões se transformam em plumas de ema!
Quem um dia se quer suspeitou
da poesia que ele trazia em seu peito?...
Quem poderia imaginar?... que ele era um Menestrel Quântico?
Pisava na terra e sua voz chegava as nuvens...
Sua canção era a ponte entre os mundos!...
Quem podia imaginar, que ele próprio lembraria a sua origem...?

Seu coração de sol... Brilhará eternamente
Mesmo quando ele não acreditar...
Esta semente irá se propagar... a vida triunfar em um dia de carnaval azul...
Neste mundo, onde asas pesam mais que chumbo...
Ele transformou grilhões em algodão branco!
E não fugiu... transmutou a sua dor em cura.
Metais em ouro! Fascinação!

O Poeta se vestiu de versos...
Peito aberto confesso, carrega vendavais!
Um dia ele mesmo compreendeu,
não era vitima do esquecimento e sim era Poeta...
Guerreiro, de caneta na mão... pena e tinteiro ou teclado,
vencendo a solidão e a morte!...
E diante da face da Terra
brincou de ser feliz 
e louco se tornou a própria felicidade que anunciava!...
Esta alegria que dói de ser alegre...
Batalha perdida ou ganha!
encarou o mundo...
encarou o mundo e sem medo e sem vergonha, 
cantou...
cantou a sua canção de amor e fogo!
O homem que vestiu-se de Versos!

William Garibaldi Oliveira . 26/11/03

Homem vestido como bailarino maia realiza rituais para os turistas no parque ecológico de diversões Xcaret, perto de Playa del Carmen, no México
Foto: Israel Leal / AP
 

4 comentários:

MARILENE disse...

Quem se veste de versos merece lhe sejam abertos todos os caminhos, pois com luz passará por todos eles. Bjs.

Wanderley Elian Lima disse...

Lindo, lindo, como só os poetas conseguem ser.
Bjux

Xipan Zéca disse...

Abram alas pro menestrel de fogo em labaredas poéticas... Teu caminho é luz e teus versos pura energia cósmica...

Parabéns meu brôw Will...

DeussssssssssssssKiajude

Simone MartinS2 disse...

Bravissimo!!
Amei e senti sdds
desse meu poeta
lindo e verdadeiro.
Beijos saudosos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um Ano de Versos de Fogo

Marginal é a POESIA

que te PARIU!!!!!!!!!!

Violão em Chamas...

Violão em Chamas...